Conhecendo o Eurico

Minhas histórias

Quando eu conheci o Eurico

Fiquei sabendo que a Tropa Escoteira do 75ºSP Grupo Escoteiro Uirapurú da cidade de Diadema/SP faria um acampamento no Distrito de Paranapiacaba, na cidade de Santo André/SP.
Fiquei sabendo porque um primo meu, que é nissei, o Sergio Sakaquibara era o chefe da Tropa.
Peguei um trem em Santo André e fui perguntando, pois é muito fácil seguir um grupo de escoteiros, pois eles sempre são observados em suas andanças.
Descobri que estavam um pouco para frente da Casa de Henry Fox, famoso ponto turístico da localidade.
Cheguei lá ainda pela manhã e logo me falaram que haveria um adestramento de semáfora.
Meu primo me pediu para transmitir uma mensagem para algumas duplas das Patrulhas da Tropa.
Peguei as badeirolas e me distanciei algum metros e comecei a transmitir.
É claro, eu que era Sênior queria tirar uma com os escoteiros, e transmiti rapidamente uma mensagem.
Comecei com os sinais de atenção, intervalo, a mensagem e o sinal de fim de transmissão, o que algumas pessoas ainda desconheciam.
Pronto foi um alvoroço, pediram para começar de novo e transmitir mais devagar.
Fiz três vezes, entretanto apenas algumas duplas conseguiram pegar algumas palavras, embora fosse uma mensagem curta e usasse poucas letras diferentes.
A mensagem era: "o rato roeu a roupa do rei de Roma".
Este é o episódio, que o amigo de sempre desde então, Eurico Souza Leite Filho, relata como o motivo dele se transferir do grupo de Diadema para o 68ºSP GE Guaianazes de SBCampo, e ter ficado conosco por mais de dez anos, passando a ser um dos grupos que ele Eurico não fechou na sua vida escoteira.   
Na verdade não sei se foi eu que conheci ele; ou se ele me conheceu, pois eram pelo menos duas patrulhas completas naquela Tropa.
Mas, a verdade que desde então somos muito amigos.

O jovem escoteiro Eurico Souza Leite Filho desde então estudou Direito, virou Doutor, fez concursos publicos e teve uma boa projeção tanto no funcionalismo público, como na política.
Em 13/09/2017 já aposentado, recebeu uma homenagem da APESP - Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo, veja mais informações  neste link.
Hoje nos encontrams poucas vezes por ano, mas é sempre uma festa cheia de histórias e causos, gerando muitas risadas.
 
Página criada em 06/02/2020.