Antonio Carlos Hoff

Antonio Carlos Hoff

O Chefe Antonio Crlos HoffAntonio Carlos Hoff é um chefe escoteiro gaúcho, nascido em Porto Alegre/RS no dia x de xxxx de 19xx,. Foi homenageado com o 

É Engenheiro Cilvil  e já está aposentado.

Ingressou no Escotismo em 19xxcomo xxxxx no 1ºRS GE xxx da cidade de Porto Alegre.
Atuou como membro juvenil, assistente e chefe de seção nos ramos:Lobinho. Escoteiro e Sênior.
Exerceu dentre outras, as funções de Sub-Chefe e  Chefe de Grupo, Diretor Presidente e Diretor Técnico do Grupo.
No distrito de xx o atuou como Assistente do Ramo xxx e de xxx.
Na região foi diretor xxx, em 19xx ocasião em que coordenou a equipe de xxx.

Participou em  diversos Congressos e Assembléias regionais e nacionais.
 

Participou dos Jamborees Mundiais: ..... e do Chile em 1999, e dos x primeiros Jamboreees Nacionais.

O livro "Liderarr Uma boa opção para chefiar" foi impresso em 1974.capa do livro: Liderar uma boa opção para chefiar

Na época dessa publicação ele era o Comissário Regional do RGS.

Foram impressos x exemplares.

 

Este livro: 100 Dicas,  foi impresso em agosto de 1976.capa do livro: 100 Dicas

Os desenhos foram escolhidos por ele em várias revistas inglesas "scouts".

Na época dessa publicação ele era o Comissário Regional do RGS.

Foi impresso na gráfica da PUC com o apoio do amigo Mario Puhl que tinha sido chefe escoteiro do GE. Escoteiro Pio XII de Novo Hamburgo e na ocasião era o Diretor da Gráfica. Foram impressos 1.500 exemplares.

Antonio Carlos Hoff em publicação do FaceBook

Provavelmente é o primeiro catálogo de produtos impresso por uma Loja Escoteira do Brasil.
Quem recuperou do baú este docuento foi o companheiro Fabio Neiva, em uma publicação do FaceBook.
Inquirido sobre a data do mesmo o chefe Antonio Carlos Hoff respondeu:
Assumi como Comissário Regional em maio de 1976 com a transferência do Rubem Suffert pra Brasilia.
Na Diretoria eu era o coordenador da Loja Escoteira, que até então era insignificante no RGS. Publiquei este catalogo em setembro de 1976. Talvez tenha sido o primeiro do Brasil. Nossa
Diretoria da época resolveu aplicar todo o recurso que sobrou do ANEI em 1975 em material de Loja.
Foram 400.00 cruzeiros da época, na pagina 89 do meu primeiro livro consta a lista de material entre os quais o livro Escotismo para Rapazes. Fizemos 15.000 (diga-se de passagem o mesmo estava esgotado a décadas, assim como todos os livros de classe.).
Diga-se de passagem que em 1976 já faziam mais de dez anos que a Loja inexistia em todo Brasil. Como a memoria é curta não custa lembrar que faltava tudo. Cinto e distintivo de promessa assim como os livros de provas eram escassos. A unica coisa que era prospera , como sempre nestes casos, era o mercado negro.
Dei em 1976 a primeira grande tacada em termos de Loja.
Com isso o escotismo cresceu no RGS de 2.300 registrados em 1976 para mais de 15.000 em 1992.
Ao contrario dos que muitas vezes amaldiçoam o comércio no Escotismo, sempre entendi que só com ele conseguimos um crescimento economicamente viável.
Loja é comercio como qualquer outro e não assistencialismo. Toda vez que ela enverada para esse lado ela quebra.

 
   fotos  1   fotos  2   fotos 3

   Curso de Insígnia da Madeira de Escoteiro, realizado em 1968, em São Paulo.
    No total são 17 fotos distribuídas em 3 páginas com 6 fotos. Clique para acessar a página.

capa do livro: Para que não se dê por passadoA literatura escoteira está de parabéns.

Dois livros que narram a história do escotismo no Rio Grande do Sul, de autoria de Antônio Carlos Hoff,
O primeiro volume cpom 344 páginas, aborda o período de 1968 a 1982, com o titulo “Para que não se dê por passado”.

Já o segundo, com 376 páginas, aborda de 1983 a 1987, com o titulo “O que de melhor nos deu o passado”

capa da 1ª edição do livro: Que de melhor nos deu o passado por Antonio Carlos Hoff

 

 

LANÇAMENTO DO TERCEIRO LIVRO DESTA SÉRIE:  Provavelmente no mês de junho de 2018, será lançando “NA MORAL COM ORGULHO DO PASSADO”. São 594 páginas de muitas historias, informações e opiniões sobre os anos de 1988 a 1994 na Região do RGS e na Nacional até 1996. Completa a trilogia que iniciou “PARA QUE NÃO SE DE POR PASSADO” (1968 a 82) e continuou com “O QUE DE MELHOR NOS DEU O PASSADO” (1983 a 1987), ambos já disponíveis (mais informações escrevam para: [email protected]) .
Os três juntos somarão 1.314 páginas de 38 anos de história da Regional RS e Nacional do Movimento Escoteiro.
A capa do 3º livro é de autoria do companheiro Edu Furaste. O trabalho da trilogia foi de um enorme fôlego que consumiu 10 anos. 

Esse autor também mantém uma página no FaceBook veja

Página criada em 16/05/2018 e alterada em 30/07/2018.