Carlos Borba

Personagens da história do Escotismo

Uma história de mais de 100 anos tem que ter alguns "heróis" que ajudaram nessa longevidade do Escotismo no Brasil. 
E como "quem não conhece a sua história, não pode construir seu futuro", o site www.lisbrasil.com resolveu inserir esta página com algumas das personalidades mais importantes desta história.

Carlos Borba

de 30/11/1921 a 27/1/2017
ingressou em: 1931 (10a)
Carlos Borba como Comandante

Membro do Movimento Escoteiro desde os 10 anos de idade, Carlos Borba teve uma vida escoteira muito ativa e extremamente relevante para a União dos Escoteiros do Brasil. Foi membro juvenil, escotista e dirigente em Grupos Escoteiros, na Região Escoteira do Rio de Janeiro e na direção nacional dos Escoteiros do Brasil.

Entre as várias funções que ocupou, se destacam a presidência da Região do Rio de Janeiro, a coordenação nacional da Modalidade do Mar e a presidência no Centro Cultural do Movimento Escoteiro, do qual foi um dos fundadores.

Chefe Carlos Borba já com seu merecido "Tapir de Prata"Foi condecorado por suas contribuições, recebendo, entre elas, a mais alta comenda da instituição – o Tapir de Prata, e a Medalha Velho Lobo, por mais de cinquenta anos de vida escoteira.

Teve uma destacada vida militar, desde estudante do Colégio Militar, passando pela Escola Naval, formando-se oficial superior da Marinha do Brasil, onde atuou em vários comandos, inclusive em um dos navios brasileiros durante a 2ª Guerra Mundial, transportando parte da Força Expedicionária. Foi condecorado com a Medalha do Mérito Naval de Guerra, a Medalha da Força Naval do Nordeste, a Ordem do Mérito Naval e a Medalha de Serviço Militar por Trinta anos.

Face ao seu falecimento em 27 de janeiro de 2017, aos 95 anos de idade, os Escoteiros do Brasil têm a certeza de que ele já está junto ao Senhor, no Grande Acampamento, recompensado por sua vida dedicada à juventude e amor ao próximo.

o chefe Carlos Borba como dirigente escoteiroEle foi nomeado como patrono da biblioteca do CCME - Centro Cultural do Movimento Escoteiro.

fonte:  Página da CCME e página da Escoteiros do Brasil.
Página criada em 06/02/2019.